• Opção Popular

Não existem indivíduos, existe sociedade

Após 3 décadas do apogeu da teoria defendida por Margareth Tatcher, a "Dama de Ferro" , Jorge Almicar traz reflexões sobre os desdobramentos de um dos pilares teóricos defendidos por Tatcher.




A estadista inglesa Margareth Tatcher tem uma célebre frase usualmente citada pelos neoliberais “ Não existe sociedade, existe indivíduos”.


Em geral essa frase é utilizada para justificar o hiperindividualismo, a diminuição do Estado, a meritocracia e o capitalismo. A atual frase que deslegitima a sociedade como um organismo coletivo caiu por terra a partir da pandemia de Covid-19. Esse evento histórico mostrou aos correçegionários do liberalismo econômico como a preservação de cada individuo depende de uma ação conjunta da sociedade.


A pandemia vigente traz algumas questões pertinentes. A obrigatoriedade do isolamento social é uma ação que depende de cada indivíduo. Porém, a maioria das pessoas não vão morrer ou sequer adoecerem pela patologia, como mostram os dados. Porém, entre 5% chegando até 10% ( grupo de risco) morrerão se a sociedade não realizar as medidas necessárias de isolamento social. Então, é uma ação conjunta da sociedade onde 90% da população age em conjunto em defesa dos 5% que podem ser vitimados.


O dicionário Michaelis de língua portuguesa tem como uma das definições para socialismo “ Perspectiva política que advoga o planejamento e a regulação da vida social, de acordo com metas coletivas”. Essa definição tem total semelhança como as medidas as quais a sociedade e os Estados tomam para o combate ao Covid-19. Milhões de pessoas estão isolamento social, a economia estagnou em prol do coletivo, o Estado está pagando salários do setor privado, ao mesmo tempo remunerando trabalhadores informais e em Portugal imigrantes ilegais receberam a cidadania para terem acesso ao sistema de saúde público lusitano. Não estamos vivendo o socialismo, mas estamos lutando para alcançar metas coletivas, salvar vidas e salvar os que pelo isolamento não tem renda.


Margareth Thatcher não está viva para ver sua frase desmanchar no ar meio a pandemia. A ex-primeira ministra britânica conhecida como “Dama de Ferro” desmontou grande parte do serviço público e gratuito inglês, mas não conseguiu destruir o NHS ( National Health Service) sistema de saúde público inglês. Mesmo sistema que salvou o conservador e neoliberal Boris Johson, o qual adoeceu infectado pelo Corona Vírus. Não existe saída para pandemia que não passe pela ação conjunta da sociedade e pelo Estado. Se dependesse da ação de cada individuo e do neoliberalismo a pandemia sairia vitoriosa. Mais vale salvar economia dos “indivíduos” do que as vidas da sociedade.




0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 Opção Popular