Educafro volta às atividades de forma remota

O cursinho pré-vestibular Educafro em Poços de Caldas também é um movimento social e, como tal, se contrapõe às propostas genocidas de volta do ensino presencial ou mesmo híbrido, tendo como prioridade a preservação da vida dos educadores e dos estudantes do curso. Por Daniel Souza Luz Em 2021, todas as aulas serão no formato remoto até que todos estejam vacinados contra a Covid-19 e haja condições sanitárias para a volta da turma presencial. As inscrições são gratuitas, estão abertas até o dia 8 de março e para a turma de 2021, coerentemente, serão feitas apenas online através do formulário disponível no seguinte link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe2O92ryOjWgtDuEC5LpBA0_RPvhZV5o2UcjvZO2fBtf8Zplg/viewform As aulas terão início em 15 de março. O curso é destinado a estudantes de baixa renda provenientes do ensino médio da escola pública ou com bolsa integral em escolas particulares. A seleção segue não só critérios socioeconômicos, mas também étnicos e de idade, ou seja, ser negro e estar há mais tempo longe das salas de aula conta para ser selecionado prioritariamente, pois o curso tem caráter inclusivo. Apesar de ser formalmente ligado aos franciscanos, o curso é laico, não sendo a religião ou mesmo a ausência dela critério para a seleção. Todos os professores e coordenadores são voluntários. O Educafro é um movimento social que atua em rede; foi fundado pelo Frei David Santos na Baixada Fluminense, no município de São João do Meriti, em 1993. Por isso o cursinho possui, em sua grade, a disciplina Cultura e Cidadania, na qual são abordadas questões sociais como identidade de gênero, racismo, homofobia, transfobia, sexismo, direitos reprodutivos e outras temáticas relativas aos Direitos Humanos. O núcleo Laudelina de Campos Melo, batizado em homenagem à poços-caldense que foi a fundadora do primeiro sindicato de domésticas do Brasil, funciona em Poços de Caldas desde 2003. Caso o candidato a uma vaga seja aprovado, há uma colaboração anual de R$ 50,00. A matrícula é usada para manutenção do curso e materiais para os alunos. Não são cobradas mensalidades. Mais informações sobre o voluntariado ou as inscrições podem ser obtidas ligando para 99251-3841, com Tiago, ou mandando mensagens no aplicativo WhatsApp para 98805-7923, com Daniel. Além disso, também está disponível o e-mail educafropcaldas@yahoo.com.br e a página no Facebook: Educafro – Poços de Caldas.

Educafro volta às atividades de forma remota

OPÇÃO

POPULAR

Porque não existe

neutralidade